segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Vinhos Orgânicos e Biodinâmicos



Todos a favor da natureza. São saquinhos de supermercados sendo substituídos por sacolas ou caixas de papelão, carros passando por inspeção, alimentos orgânicos sendo cada vez mais consumidos, etc.
Pois bem, os vinhos também entraram nessa com os vinhos orgânicos e biodinâmicos, mas o processo de adesão das vinícolas é lento, pois é mais trabalhoso, mais caro e dizem que o processo interfere no sabor, aroma do vinho.
Os vinhos orgânicos é o resultado de um sistema de produção agrícola que maneja de forma equilibrada o solo, água, animais, insetos, etc, conservando-os a longo prazo e mantendo a harmonia entre eles e o ser humano. O viticultor manejará todo um ecossistema onde a vinha é a planta predominate. Qualquer alteração em um desses elementos afetará os demais.




Obviamente, como todos os produtos orgânicos, adubos químicos, pesticidas, herbicidas, produtos quimícos e agróxicos em geral, são proibidos! Todo o material utilizado é de origem orgânica. Algumas espécies de flores e gramas são utilzadas para atrairem insetos benéficos, que se alimentam do pólen e combatem alguns inimigos que podem atacar as vinhas. Cavalos são utilizados na aeração do solo e por aí vai.


 Já os vinhos biodinâmicos  teve seu início com o criador da antroposofia, Rudolph Steiner. Os biodinamistas passaram ver os vinhedos de forma holística, tratado como organismo vivo e integrado ao meio, o que inclui os animais que vivem ao redor, as forças da natureza, as energias do sol, das raízes.
São vinhos orgânicos, a diferença é que os biodinâmicos levam em consideração aspetos naturais e astronômicos, como por exemplo, o plantio e colheita segundo as fases da lua. A revitalização da terra é feita através da infusão de chás naturais, chifres de boi com cristais de quartzo, preparo da terra com força animal e não mecânica e outras práticas nada ortodóxicas. Com tudo isso, essa técnica é muito criticada, considerada até bruxismo...afeee!!!



O maior defensor de vinhos biodinâmicos é o francês Nicolas Joly (fotinho acima), da vinícola Coulée-de-Serrant. Vários produtores já adotaram a prática do biodinamismo, entre eles Lalou-Bize-Leroy, esse pertencia nada a menos do que a Domaine de La Romaneé Conti, que produz o famoso Romaneé Conti.

Vinho Leroy Côte De Beaune-Villages, de Lalou-Bize-Leroy


Espero que tenham entendido um pouco mais desse universo do vinho!!
Bjs

Nenhum comentário:

Postar um comentário