quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Vinhos Varietais X Vinhos de Corte


Há dois tipos de vinhos encontrados no mercado: os varietais e os de corte ou blend (Inglaterra) ou assemblage (França).
Os varietais são vinhos normalmente constituídos de um só tipo de uva, mas dependendo da legislação do país/região o mínimo que aceitam para o vinho ser varietal é 75%, 85% de uma determinada uva, mas idéia é ser de uma só!
Os Assemblages sempre é a mistura de vinhos (varietais), por exemplo um vinho Malbec-Syrah é produzido um vinho base Malbec e outro vinho base Syrah e assim misturam-se os dois vinhos para ter o produto final, não são diferentes tipos de uva que simplesmente vão para o liquidificador para fazer o vinho...hahaha, mas sim uma mistura de dois ou mais vinhos que são misturados cuidadosamente pelo enólogo.
Os grandes vinhos de Bourdeaux, as grandes Champagnes são feitos assim: misturando-se os vinhos. O famoso vinho francês Chateauneuf Du Pape já chegou a utilizar 14 vinhos diferentes. Em Portugal, só se produz vinhos de corte.

O vinho varietal tem o objetivo, vamos assim dizer, de preservar as características de uma só variedade, já os de corte ter um pouco de cada variedade, seja no sabor, aroma, cor, etc.
Para você saber o tipo de vinho, basta olhar o rótulo: se tiver um tipo de uva é varietal se tiver duas ou mais de corte!


Vinho de Corte

 
Vinho Varietal


Qual é o melhor??? Os dois...rs! O que importa não é a variedade e sim a qualidade, a maneira que o vinho foi produzido. Há excelentes vinhos dos dois tipos, a única forma de encontrar aqueles que mais lhe agradam é experimentando!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário