segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

A Festa do Oscar!!!

Os vendedores

Ontem aconteceu a maior premiação do cinema o Academy Awards, o Oscar! O filme que mais ganhou estatuetas foi O discurso do Rei, que além de melhor filme venceu nas categorias de melhor diretor (Tom Hooper), melhor ator (Colin Firth) e melhor roteiro original. Além disso ganharam Christian Baile,  melhor ator coadjuvante pelo filme "o Vencedor", Melissa Leo, melhor atriz coadjuvante "O Vencedor" e  melhor atriz Natalie Portman, por Cisne Negro, merecidíssimaaaa!!!!
Bom, depois de passar pelo tapete vermelho, tirar fotos com seus modelitos, assistir à cerimônia do Oscar, passar pelo nervosismo de levar ou não a estatueta (para os indicados), posar para mais fotos.... as celebridades foram para a tradicional festa pós-Oscar chamada Governors Ball que aconteceu logo após a cerimônia.
Pelo 17° ano consecutivo quem criou o menu foi o chef Wolfgang Puck que esse ano se inspirou nos sabores latinos....entre as comidinhas, camarões, ostras, mini hamburguers, lagostas, caranguejos e de sobremesa mini-oscar de chocolate, achei uma graça e quero um, rs!!
A bebida??? Adivinhem... Moet &Chandon!! Foram 1.200 garrafas de champagne...para 1.500 convidados!!! Um festão!! Achei algumas fotos na internet para vocês!!


As Moet & Chandon

O Salão da festa

David Sleider dando um pouquinho da bebida para a estatueta, rs!


O Chef Wolfgang Puck


Uma das opções do Chef!

Decoração da mesa

Os mini-oscars de chocolate - foram feitas 4.000 unidades!


Gostaram???

Bjs

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

A taxa das Rolhas nos Restaurantes!


Levar ou não sua própria garrafa de vinho ao restaurante? Essa é uma questão que gera muita polêmica no mundo do vinho. De um lado temos os restaurantes, que possuem sua própria carta de vinhos e do outro os consumidores, uns tem aquele vinho especial da adega que deseja consumir em algum restaurante, outros preferem levar sua própria garrafa pelo preço, pois em alguns restaurantes o vinho pode ser bem mais caro.
Muitos restaurantes e bares cobram de seus clientes a taxa da rolha para poderem levar o vinho ao restaurante, há estabelecimentos que cobram até R$100,00 a rolha, mas há também aqueles que não cobram nada.
Realmente o assunto é polêmico, pois os restaurantes não podem perder a venda de seus próprios vinhos, mas por outro lado o cliente tem o direito de beber o vinho que comprou em outro lugar que não seja sua casa, de amigos, etc... e mais..e se o tal vinho que a pessoa quer levar não tem na carta do restaurante???
O restaurante Nakombi, por exemplo, cobra R$38,00 a rolha, mas o cliente ganha uma garrafa da casa de "presente", uma estratégia que o cliente compra indiretamente seu vinho e o faz voltar para o restaurante! Mas caso como esses são raros. Há também restaurantes que permitem levar sua garrafa e não cobram taxa alguma desde que consumam algum vinho da carta e há estabelecimentos que não deixam de forma alguma a pessoa levar a sua própria garrafa...aí já é demais!!!!



Uma boa maneira para as pessoas que querem levar o seu vinho para o restaurante é ligar para o restaurante e se informar, se cobra a rolha, o valor, se há o vinho na carta, quanto custa...para assim não haver surpresas desagradáveis em um momento em que o intiuito é se divertir, descontrair...outra coisa que acho importante é a questão da etiqueta...levar um, no máximo dois vinhos ao restaurante...chegar lá com um sacolão de garrafas aí sim fica feio, rs! Se levar uma garrafa, independente do restaurante/bar cobrar ou não a rolha acho de boa fé dar uma gorjeta extra ao sommelier...



Para os restaurantes temos algumas soluções:
  • cobrar uma taxa adequada pela rolha,
  • cobrar rolha para os vinhos que o restaurante possui na carta,
  •  promover um dia por mês ou por semana sem taxa de rolha


Alguns restaurantes de São Paulo com o preço das rolhas:


Pobre Juan - R$33,00
Dressing - R$35,00
Forneria San Paolo - R$36,00
Chef Rouge, ICI Bistrô, La Frontera, La Pasta Gialla, Piselli, Vinheria Percussi e Zena Caffè - R$40,00
Arturito  Barbacoa, Cantaloup,  Empório Ravioli, Eñe, Esch Café, Fogo de Chão, Kaá, La Casserole, La Cocagne, Maní, Paris 6, Praça São Lourenço - R$42,00
Carlota - R$55,00
Antiquarius - R$60,00
A Bela Sintra, Eau, Grand Caffè, Kinu - R$70,00
Don Curro, Vicolo Nostro - R$80,00
Fasano, Pomodori e Vino! - R$ 100,00 (detalhe- o Vino tem uma adega enorme)


Como disse, um assunto polêmico! E vocês o que acham, qual a sua opinião???

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Jantar com Vinhos do Vale do Loire

Jussara Durães da Importadora Premium, Benjamin e sua namorada e Ricardo Bohn Gonçalves
Mais um jantar da Wine School!! Tivemos ontem, no Bistrô Charlô uma noite com vinhos da Maison Huet, localizada no Vale do Loire (França) com a presença do enólogo Benjamin Joliveau e menu criado pelo chef Marc Le Dantec, ou seja, uma dupla francesa!
A Maison é uma pequena propriedade, fundada em 1928 e está entre as principais vinícolas do Vale do Loire e produz somente vinhos Vouvray (Apellation Vouvray Controlle) onde a única uva autorizada é a Chenin Blanc.

Maison Huet

O enólogo Benjamin, de 29 anos (e eu achando que ia conhecer um enólogo velho e careca...rsrsrs!) trabalha na vinícola há 3 anos e explicou que desde 1998 a vinícola produz vinhos biodinâmicos e a colheita é feita manualmente, pois dessa maneira seleciona-se os melhores cachos de uva, diferente de quando é feita por máquinas. E por que somente a uva Chenin Blanc? Simples... pois essa uva se adaptou perfeitamente nessa região devido ao seu terroir (clima, solo, etc).
Algumas fotinhos do jantar:
Cícero (Maître do Charlô), Ricardo e Marc (chef das comidinhas deliciosas da noite!)

Angeles e Carol

Sobremesa: Folhado de Pêssego...hummm!!!


Célio e Vera Lucia

Foram servidos 4 vinhos, maravilhosos!!!
São eles (esq p/ direita):

  • Huet Vouvray Pétillant Brut – espumante
  • Huet Vouvray Le Mont 2008 – vinho dicinho (demi-sec)
  • Huet Vouvray Le Haut-Lieu 2007 – vinho seco...maravilhoso!
  • Huet Vouvray Moelleux Le Clos du Bourg 1ère Trie 2008 - vinho de sobremesa
O Le Mont 2008 foi servido com um carpaccio de polvo e chutney de maçã e abacaxi combinou perfeitamente com o gosto docinho do vinho. Apesar de todos os vinhos terem agradado a todos, os vencedores da noite foi o espumante e o Le Haut-Lieut 2007, esse foi o meu preferido!!!
Uma noite super animada e quem não foi perdeu!!! mas terão outros....

Bjs

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Vinho para Cães e Gatos!



Essa é ótima! Os animais de estimação hoje em dia são praticamente como seres humanos. Há creches para cachorros, fisioterapia, psicólogo, dentista...fora as roupinhas e lacinhos que as lojas lançam a toda a hora!! Um luxo!! Juro para vocês que a minha cachorrinha, Meg, foi fazer uma limpeza nos dentes e o médico (veterinário) falou que cães podem até usar aparelho ortodontico, claro que dei risada, né?! Rsrsrs... Fora as pessoas que fazem casamentos, festinhas de aniversários para o animal...rs!
Os vinhos não ficam de fora nesse luxo dos bichinhos de estimação, uma empresa britânica, a Bark Vineyards possui uma linha de vinhos destinados exclusivamente para o consumo de cães e gatos. O vinho não possui álcool, contém ingredientes humanos e diz o site que é recomendado pelos veterinários!
Aqui estão alguns dos vinhos:

Sauvignon Bark

                                                               
Pinot Lasheo 2006


É só despejar o vinho durante as refeições e seu animalzinho, ou filhinho(a) irá ter um momento prazerozo ao degustar o seu vinho com aromas e sabores, assim como nós seres humanos! Já vou encomedar alguns para a Meg....hahahaha!!



Meg (nanando, rs!)- linda, né??!!!


Bjs a todos

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

New York Fashion Week!


Semana passada, aconteceu a Semana de Moda em Nova York, o New York Fashion Week que agora é oficialmente chamado de Mercedez-Benz Fashion Week.
O evento foi realizado pela primeira vez em 1943 e chamava-se Press Week! Foi criado para desviar a atenção dos jornalistas da moda francesa durante o período da Segunda Guerra Mundial. O evento foi um sucesso e revistas como a Vogue, que antes eram direcionadas somente para a moda francesa, começaram a direcionar suas matérias para os estilistas norte-americanos. Depois do 11 de setembro de 2001, o evento foi suspenso por 2 anos!
NY é a primeira cidade do "circuito fashion", que também conta com Londres, Milão e Paris e o evento de moda acontece duas vezes por ano: fevereiro (coleções de inverno) e setembro (coleções de verão)! Grandes marcas participaram da Semana de Moda de Nova York, como DKNY, Ralph Lauren, Carolina Herrera, lacoste, Calvin Klein, laboutin, etc...Alguns brasileiros também se apresentam por lá como Alexandre Herchcovitch, Carlos Miele e Rosa Chá.


Um dos desfiles com cachorrinhos, rs!


E os vinhos????
Para minha surpresa o vinho oficial da Semana de Moda de Nova York não eram americanos e sim o neo-zeolandezes Kim Crawford.  Após anos trabalhando em vinícolas da Nova Zelândia, Kim decidiu junto com sua mulher Erika, criar o seu próprio vinho, que hoje é produzido nas principais regiões vinícolas da Nova Zelândia. O seu mais famoso vinho é o Sauvignon Blanc produzido na região de Malborough, ganhou inclusive vários prêmios da safra de 2008.


Kim Crawford Sauvignon Blanc

Para as pessoas que estavam em busca de novas tendências da moda no evento,a Kim Crawford preparou um moderno bar para que elas pudessem degustar os vinhos e relaxar, rs! Aliás..uma das tendências de lá é a cor VINHO, em roupas, esmaltes, acessórios, etc!!! E mais....os vinhos foram servidos em copos recicláveis, muito legal, né? Os copos são da GoVino Glasses e custam apenas U$3,00.



Vinho sendo servido

O copo reciclável!!!
Bjs e boa semana a todos!

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Degustação com Vinhos do Rhone


Na última quinta, dia 17, a Wine School realizou um jantar/degustação, no Phillippe Bistrô, com vinhos do Rhone e eu registrei tudinho para vocês! Rhone é uma pequena e importante região da França que produz vinhos diferentes entre si. Uma caraterística dessa região é que seus vinhos são feitos com mais de uma uva, ou seja, são vinhos de corte, podendo um vinho ter até 15 uvas diferentes.
Dizem que os vinhos de lá são sub-valorizados, pois deveriam custar mais por sua qualidade. São comparados aos Beajoulais. Foi na região de Hermitage (uma das sub-regiões do Rhone) que nasceu a uva Shiraz, portanto quando ouvir falar de um vinho chileno ou argentino dessa uva, já sabem de onde veio, a uva se deu muito bem por lá graças ao seu terroir (solo, clima, etc).
Um dos 10 melhores vinhos eleito pela revista americana Wine Spectator foi da dessa região francesa: o Clos de Papes da sub-região Chateauneuf de Papes.
Confiram as fotinhos do evento:

Luiz Sergio e Bia

Para dar água na boca: Beringela de entrada


       Prato Principal

Turminha boa: Tonico, Carlos, Rodolpho, Elza, Claudia e Marina



Sr Ricardo Bohn Gonçalves dando suas explicações!

  

Os Vinhos (esq p/ direita)
  • Viogner Les Salices 2007: o único branco da noite e composto por uma uva (Viogner)
  • Cote Du Rhone St Esteve 2008: para quem goste de vinho simples e leve é esse!
  • Croze Hermitage Laurent Combier 2008
  • Saint Joseph Deschansts Chapoutier 2008
  • Gigondas Pierre Aiguile paul Jaboulet Aîné 2005
  • Cordas Les Arenes Chapoutier 2008
  • Chateauneuf du Pape Domaine de La Latitude 2008
 Uma noite que teve o objetivo não de comparar os vinhos, mas mostrar como uma pequena região como a do Rhone pode produzir vinhos tão diferentes entre si!

Bjs


quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Vinho de Mesa X Vinho Fino


Os vinhos brasileiros estão classificados em dois tipos: Vinho de Mesa e Vinho Fino. Assim como em outros países, a legislação brasileira também possui regras para a produção de vinhos. Vamos lá...

Vinho de Mesa: é elaborado com uvas americanas, ou híbridas, da variedade Vitis labrusca ou Vitis bourquina, as mais conhecidas são Isabel para os tintos e Niágara para as brancas, são uvas para consumo direto, ou para sucos de uva, mas que também produzem vinhos.

Vitis labrusca


Vinho Fino: é elaborado com uvas da família Vitis viníiera, de origem européia, que conta com mais de cinco mil variedades, como cabernet Sauvignon, Merlot, Chardonnay, essas que ouvimos sempre! São uvas que exigem cuidado, dependem do clima, terreno para uma boa produção de vinhos.


Vitis vinifera

Assim, os dois tipos de vinhos são classificados de acordo com a videira (Vitis), que possui várias espécies, entre elas Vitis Vinífera (vinho fino) e Vitis lambrusca (vinho de mesa)! Uma aula de biologia, hein, rs!
O Brasil é um dos poucos países que produz vinhos com uvas americanas e assim tornou-se necessária a distinção entre os dois vinhos. Por questões culturais e econômicas durante a colonização os imigrantes italianos tiveram dificuldade de adaptar as uvas Vitis vinifera aos solos e climas brasileiros, por isso passaram a cultivar as espécies americanas que eram muito mais fácil e.. muito mais barata! Levou algum tempo para o Brasil se desenvolver tecnologicamene para plantar as cepas européias.
Os brasileiros...acreditem, são grandes consumidores de vinhos de mesa, talvez pelo fato de ser um vinho muito barato, você paga R$5,00 por um vinho de mesa enquanto por um vinho fino não paga menos que R$15,00.

Vinho Fino



E aqui um típico vinho de Mesa: o garrafão. É esse vinho que é usados nos quentões das festa juninas

Mas quem está acostumado a beber um vinho de mesa e experimenta um vinho fino, garanto que não volta a encher a taça com outro tipo de vinho, rs!

Bjs

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Onde comprar Vinhos em NY??



Nova York é um dos paraísos das compras...e claro não podia deixar de dar uma dica de onde comprar vinhos nessa cidade tão maravilhosa, um dos melhores lugares para se comprar vinhos em NY é a Sherry-Lehmann. Uma tradicional e completa loja para atender os amantes de vinho, além das garrafas de vinho (em diversos tamanhos...até de 6 litros tem) você pode encontrar outros itens, como livros, acessórios, taças, jogos, etc.
 Lá você encontra de tudo, possui uma enorme variedade de vinhos de praticamente todas as regiões do mundo. Vale a pena dar uma olhada nos Bordeuax, já que aqui no Brasil os precinhos são mais caros e nos vinhos do Porto onde a loja possui exemplares raríssimos dessa região portuguesa.
E o melhor...lá trabalha a brasileira Ana Paula, que pode ajudar você a escolher os vinhos que irá comprar! A loja entrega no hotel compras acima de U$75,00 e tem embalagem especial para avião.

Dados:

www.sherry-lehmann.com/
505 Park Avenue
New York
(212) 838-7500

Fica a Dica!
Bjs

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Os 7 Pecados Capitais em Taças e Garrafas!

O Papa Gregório Magno institui os sete pecados capitais, que são os princípios que ferem a Deus, a você e ao próximo. São eles:
1) Gula: consiste em comer além do necessário e a toda hora;
2) Avareza: é a cobiça de bens materiais e dinheiro;
3) Inveja: desejar atributos, status, posse e habilidades de outra pessoa;
4) Ira: é a junção dos sentimentos de raiva, ódio, rancor que às vezes é incontrolável;
5) Soberba: é caracterizado pela falta de humildade de uma pessoa, alguém que se acha auto-suficiente;
6) Luxúria: apego aos prazeres carnais;
7) Preguiça: aversão a qualquer tipo de trabalho ou esforço físico

Pois bem..no mundo do vinho os sete pecados também fazem parte...mas calma, beber vinho não está entre os pecados....hahhaaha!!! Uma agência espanhola, a Sidecar criou uma série de garrafas inspirada nos sete pecados para uma vinícola da região de Rioja, também na Espanha. As amostras ainda não estão à venda, mas já fazem sucesso por aí....
Ano passado, o designer inglês Kacper Hamiltou também se inspirou nos 7 pecados capitais, em taças de vinho tinto.
Confiram as taças e garrafas:


GULA




AVAREZA




 
INVEJA




IRA




SOBERBA



LUXÚRIA





 PREGUIÇA






Quais vocês mais gostaram?? Adorei a garrafa da Luxúria e a taça da Preguiça, rs!
Bjs