segunda-feira, 25 de abril de 2011

CHINESES QUEREM VINÍCOLAS FRANCESAS!!!



Nos últimos tempos, o vinho vem ganhando destaque entre os chineses, principalmente os europeus. No ano passado, a China foi a maior consumidora de vinhos da região de Boudeaux no mundo.Pequim já importa US$ 1 bilhão de vinhos por ano.
Mas para eles não basta apenas apreciarem os vinhos franceses, produto de luxo e sinal de status no país, agora eles querem as vinícolas, controlar a produção e garantir o abastecimento e algumas delas já foram até vendidas para os chineses como Chateau Viaud, Chateau de La Salle ,Chateau Richelieu e o famoso Chateau de Laulan, que foi comprado pela empresa de jóias Tesiro.


Richard Shen Dongjun que comprou a vinícola Chateau Laulan

Os franceses estão preocupados com esse "ataque chinês" e co isso, o governo anunciou leis que impedem a venda de determinadas terras para estrangeiros. Mesmo assim, os chineses investem forte em vinícolas francesas, oferecendo valores altíssimos por terras e mesmo quando não podem compra-las entram como sócios...muito espertos, rs!
A França quer, com a lei, proteger o patrimônio do país, onde várias vinícolas tem anos de existência e foram herdadas de geração para geração!! Mas...muitas dessas famílias acabam cedendo a tentação das ofertas chinesas por estarem com problemas financeiros.
Mas a China, para quem não sabe, também produz vinhos, nada comparado com a França, claro...são pequenas regiões que produzem pequenas quantidades. A maior parte dos vinhos é feita com uva produzida na China, a mais conhecida tem um nome curioso: olho de dragão e mais....muitos estrangeiros estão cultivando e investindo em vinhos na China...mas com o estilo europeu!!!


vinícola Huadong em Qingdao (Tsingtau)

Dizem por aí que até 2058, a China liderará a produção mundial, "com Cabernets capazes de concorrer com os de Bordeaux". Será???




Bjs

Um comentário:

  1. Se continuarem comprando terras francesas pra produzir com qualidade de vinhos chinesas, é o apocalipse.

    Mas eles estão investindo muito pra mudar essa situação, inclusive fazendo o contrário: contratando enólogos de Bordeaux pra trabalharem na China.

    Até agora, nada disso deu resultados. Os vinhos chineses são bem ruins.

    ResponderExcluir