quinta-feira, 1 de março de 2012

VINHOS ALEMÃES E A APOSTA DA PINOT NOIR!!!



Os vinhos da Alemanha não são muito conhecidos pelos brasileiros, é difícil encontra-los nas gôdolas dos supermercados e nas importadoras...e a língua "estranha"  dificulta ainda mais!!!
É um país que assim como com a cerveja, ama e cultiva vinhos há séculos e apesar das dificuldades que enfrentou durante as duas guerras, seus vinhos hoje são de uma qualidade extraordinária.
A Primeira Guerra Mundial foi precedida da ocupação política pela França sobre Rhein no ano de 1929, o que fez com que os vinhos franceses terem grande ascensão no país devido ao desbalanceamento das taxas.Entretanto, a Lei do Vinho de 1930 fortaleceu os padrões e as regulamentações em âmbito nacional.
Sob o período nazista, todas as organizações vinícolas  foram substituídas pela União da Viticultura, que silenciou todas as iniciativas e esforços de melhorias no setor. Após o fim da Segunda Guerra Mundial, as ilimitadas competições de vinhos estrangeiros importados, praticamente exerceram forte e pesada pressão perante os produtores. Em sua própria defesa, as organizações cooperativas ressurgiram. Algumas delas absorveram vinhedos de baixa qualidade, mas os cultivadores de alta qualidade também se associaram, e eventualmente o esforço de recuperação produziu uma segunda grande expansão de vinhedos e de campos vastamente volumosos.


Uma da vinícolas da região do Rio Reno


Hoje, a Alemanha possui 102.037 hectares de vinhedo, produz por ano 13 milhões de garrafas; 63% de vinhos brancos e 37% de vinhos tintos!! A principal uva da Alemanha é a Riesling (branca), 85% dos vinhedos do país são plantados com essa uva! Antes havia o conceito que os melhores vinhos tintos eram franceses e os melhores brancos alemães...e falar em vinho tinto alemão então era uma gafe, algo absurdo!!! A Alemanha sempre teve vinhos tintos, mas estes, eram secundários, não eram de boa qualidade, sem corpo, fracos em geral.... mas hoje o cenário é outro, a uva da Borgonha,  a Pinot Noir, vem se dando bem no país graças aos verões mais longos e as chuvas menos severas. Isso mesmo a Spätburgunder (Pinot Noir em alemão) que desde o século 13 existe no país tem feito sucesso entre os críticos e pode ser uma aposta para os amantes de vinhos no Brasil!!!!



Os principais produtores da Spätburgunder  sãoWeingut Keller (um dos vinhos foi citado no blog veja AQUI) e Schlossgut Diel, mas apesar de produzirem grandes vinhos com a Pinot Noir a grande produção dessa vinícolas é de Riesling! Na década de 80 a produção da P.N. era de 4% hoje esse número já passa os 12%!!! Mas...para encontrar esses vinhos alemães é difícil, pois são tão populares que os alemães acabam bebend por lá mesmo! Portanto se acharem algum...aproveitem!!!
Duas opções para vocês...reparem nos nomes (tive que dar CTRL C + CTRL V), rs!
Spätburgunder "Kleines Holzfaß" QbA 2007



Schlossgut Diel Cuvee Caroline

"A uva Riesling pode ser a mais elegante das uvas da Alemanha e a Pinot Noir é a sua irmã"

Espero que tenham conhecido um pouco mais sobre os vinhos de um país que tanto gosto!!! E uma dica...para quem vai para a Alemanha não deixem de fazer a Rota do Vinho pelo rio Reino...a paisagem é deslumbrante (as fotos comprovam, rs)

Bjsss

3 comentários:

  1. Olá Silvia, Li seu artigo sobre a uva Spatborgunder( meu teclado sem umlauf) voce conhece o vinho de Mosel de Weingut Michel Schneider?
    Agradeço!
    Daniel
    embalagensfloripa@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. Olá Silvia, Li seu artigo sobre a uva Spatborgunder( meu teclado sem umlauf) voce conhece o vinho de Mosel de Weingut Michel Schneider?
    Agradeço!
    Daniel
    embalagensfloripa@gmail.com

    ResponderExcluir