sexta-feira, 27 de abril de 2012

DICA DE RESTAURANTE EM BUENOS AIRES



Indo para a Nova Zelândia, passei uma noite em Buenos Aires e por indicação fomos há um restaurante chamado : Aldo´s Vinoteca e Restorante.
Tudo perfeito: ambiente aconchegante, comida e vinhos maravilhosos por um bom preço (ainda mais que para nós brasileiros a Argentina está super barata).
Não deixem de provar os queijos da entrada...os principais pratos são o ravioli de mascarpone e cordeiro de vinho tinto. Os clientes ficam horas no ipad do restaurante apreciando a carta de vinhos até escolher o que vão beber, o preço do vinho é justo e para nós vale aproveitar tomar vinhos argentinos que aqui no Brasil é não são tão baratos, rs!!! Para os Los Hermanos o restaurante é considerado caro, mas para nós...vale a pena, a média dos pratos é 60 pesos!

Ricardo Bohn Gonçalves e Aldo (o dono do restaurante...um fofo!!!)

Recomendo sentar no bar e ficar vendo o movimento do restaurante e o trabalho da bar woman que faz vários drinks (uma verdadeira arte)...é mais divertido, rs! Mas para quem quer ter um jantar mais reservado...o restaurante tb possui mesas, claro....
O ambiente é todo decorado com garrafas de vinho, caixas de madeira e depois das 21h a casa lota, portanto recomendo fazer reserva antes!!!
Temos que aproveitar enquanto Buenos Aires está barato, né??? Rsrsrs

O restaurante - lotado!
Informações:
Endereço: Moreno, 372, San Telmo
Telefone: 5291-2380
Horário: 19h as 0h


Fica a Dica!


Bjs

quinta-feira, 26 de abril de 2012

EXPOVINIS!!!



Sei que estou atrasadíssima nesse post...mas não poderia deixar de falar da Expovinis, feira que acontece anualmente em São Paulo!!!
Esse ano achei mais organizada e menor em relação aos outros anos, portanto deu para ver tudo com calma!!! O tema mais comentado foi a salvaguarda (aumento dos impostos dos vinhos importados para proteger os nacionais) e muita gente usando uma faixa preta no braço com os dizeres "sou contra a salvaguarda".


Duas curiosidades da Expovinis:
!) Provei um drink de vinho do Porto da Quinta do Infantado, chamado de Porto Branco Dry, segundo a proprietária da vinícola, Dona Paula, uma bebida que está ganhando fama entre os portugueses...o drink é feito com vinho do porto branco, tônica, gelo e limão...uma delícia!
 2) Foi na expovinis que o blogueiro Déco Rossi, lançou seu vinho, o Dominio Del Plata Cabertnet Sauvignon/Tannat. Ele ganhou um concurso, onde cada enoblogueiros  criarou um vinho junto com a enóloga  Susana Balbo...esta provou a cegas e o vinho de Déco Rossi foi o vencedor, detalhe...o vinho não leva a uva malbec, que é a típica da Argentina. Parabéns Déco!!!



Segue a lista dos 10 melhores vinhos selecionados por um júri de especialistas em vinhos, como Jorge Lucki , Jose Maria Santana, Roberto Gerosa, etc

-ROSÉ – Château de Pourcieux 2011 PRODUTOR França Importadora: Cantu
-TINTO NOVO MUNDO – Bellingham – The Bernard Series Small Barrel S.m.v. 2009  África do Sul  SEM IMPORTADOR NO BRASIL
-TINTO NACIONAL  Testardi Syrah 2010  Brasil Miolo
-TINTO VELHO MUNDO Casa de Santa Vitória Touriga Naciona 2008  Portugal Importadora: VILA DE AROUCA (RJ)
-ESPUMANTE NACIONAL Quinta Don Bonifácio Habitat Brut / Brasil
-ESPUMANTE IMPORTADO  Lanson Brut Rosé PRODUTOR  França: IMPORTADORA BARRINHAS
-BRANCO VELHO MUNDO  – Trimbach Riesling Cuvée Frederic Émile  2004  França  IMPORTADO POR: ZAHIL IMPORTADORA
-BRANCO NOVO MUNDO  Undurraga T.H. Sauvignon Blanc  2011 Chile IMPORTADO POR: ABFLUG
-BRANCO NACIONAL Sanjo Maestrale Integrus 2010 PRODUTOR  Brasil
-DOCES E FORTIFICADOS Medium Rich Single Harvest  1998 Portugal IMPORTADO POR: ZAHIL IMPORTADORA

A Expovinis termina hoje...
bjss




MAQUIAGEM GOURMET!!




O chocolatier francês Cristophe Roussel criou uma caixa de chocolates em formato de estojo maquiagem...perfeito para as mulheres!!! Na caixinha, tem batom, sombras, lápis...tudo comestível! Infelizmente só está a venda na França mas para quem quiser conhecer o trabalho de Cristopge, clique AQUI!!





Perfeito para as mulheres!!!

segunda-feira, 23 de abril de 2012

VISITA A NOVA ZELÂNDIA - PARTE I





Após visitar 11 vinícolas em 8 dias, beber pelo menos 5 vinhos em cada vinícola vai ser impossível fazer um só post sobre a viagem para a Nova Zelândia, por isso vou falar um pouquinho de cada vinícola, vinho e outras coisas...
Éramos em 23 pessoas de diferentes estados do Brasil: Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Espirito Santo, Pernambuco, Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Nosso "líder", um dos donos da importadora Premium, Rodrigo A. Fonseca,  nos levou para conhecer as vinícolas cujos os vinhos a Premium importa.
A NZ possui duas ilhas, a Ilha Sul e a Ilha Norte e para ir de uma à outra só de barco ou de avião (o modo mais rápido). O Brasil não possui vôo direto para o país, portanto fizemos escala em Buenos Aires, mas há outras opções de cias aéreas (bem melhores) com escala em Santiago, no Chile, por exemplo.
Em todas as vinícolas, sem excessão, fomos muito bem recebidos e os produtores, enólogos, etc. ficaram encantados com a alegria que só nós brasileiros temos!!
Na Ilha Norte, visitamos 4 vinícolas:

Tim Turvey- Clearview

Clearview Estate:  No dia em que visitamos a vinícola pudemos ver a colheita, toda manual!!!! Uma pequena área comandada por Tim Turvey e Helma van den Berg. Como toda a visita, após conhecer o vinhedo, as barricas, os tanques de fermentação, tivemos um almoço no restaurante da vinícola (considerado um dos melhores do país) com os vinhos e os grandes destaques foram 2 brancos:
- Clearview Sauvigon Blac Reserve
- Chardonnay Endover- servido por John em uma garrafa magnum especialmente para nós!!! Esse vinho infelizmente não é trazido para o Brasil...mas vale anotar o nome.

Trinity Hill

Trinity Hill: comandada por John Hancock, que nos recebeu e outros dois proprietários Robert e Robyn Wilson. A vinícola possui várias variedades de uvas, SB, Chardonnay, Viognier, Tempranillo, Montepulciano...o vinho vencedo foi o Shiraz, um vinho raro e caro no Brasil que tivemos o privilégio de beber duas safras 2006 e 2007, o vinho é o Trinity Hill  Homage Shiraz e está ao nível de um grande Hermitage.



Palliser Estate: Localizada na região de Martinborough, a mais nobre região de Pinot Noir da NZ. Alguns dizem que é a melhor área para se plantar vinhedos no país por possuir um ótimo terroir.
Os vinhos que ganharam maior destaque foram:
- Palliser Estate Sauvignon Blanc
- Palliser Estate Pinot Noir

Kiwi!!!

CURIOSIDADE: no caminho para a vinícola, paramos em um parque ecológico (indicação do proprietário da vinícola, Allan Johnson), onde a principal atração são as aves...lá conhecemos o Kiwi, ave-ícone da Nova Zelândia, uma ave que só tem lá....tanto que quem nasce na Nova Zelândia é chamado de Kiwi e não de neo-zeolandês.



Ata Rangi: Também localizada em Martinborough, seu fundador Clive Paton é um dos pioneiros na plantação de vinhedos da região. Em um jantar animado, degustamos um dos melhores vinhos da viagem: Ata Rangi Pinot Noir 2003!!


Colheita manual de SB!!!

Depois continuo falando sobre a viagem e amanhã...EXPOVINIS!!!!
bjoss

sexta-feira, 20 de abril de 2012

VÍDEO: ENGARRAFANDO O VINHO!!!

Fiz um filminho para vocês do processo de engarrafar o vinho. Um processo moderno e tecnológico. Nem todas as vinícolas utilizam esse processo.
O vídeo não está 100%, pois foi gravado pelo celular em uma das vinícolas que visitei na NZ...aliás, estou preparando os posts dessa viagem para vocês!!!
Confiram o vídeo:



Bjs

quarta-feira, 18 de abril de 2012

JANTAR AROLA VINTETRES COM VINHOS DA BODEGA PUJANZA



Yugo Miyashita, gerente do restaurante Arola Vintetres, Ricardo Bohn Gonçalves, da Wine School,  Mauricio Kaufman, da importadora Mercovino e Rodrigo Arteaga da bodega Pujanza (foto acima) deram um show na noite da última terça-feira com um jantar que lotou o restaurante localizado no último andar do restaurante do Hotel Tivoli.

Com um menu típico espanhol com tapas, batatas bravas, carré de cordeiro, etc, foram servidos cinco vinhos  da vinícola Pujanza, localizada na região de Rioja (Espanha). Esta, produz renomados vinhos e tem a proposta de mostrar ao mundo que pode-se fazer grandes vinhos com bons preços.
Os vinhos servidos foram:



DIOS ARES BLANCO 2009: composto 100% pela uva Viura (típica da região da Rioja), um vinho marcado pela sua acidez. Você percebe mais as características do vinho na boca do que no nariz, um vinho gostoso de beber! Preço: R$63,00

 

DIOS ARES CRIANZA 2006: 100% com a uva tempranillo, um vinho básico, bom para o dia-a dia, passa 12 meses em barricas de carvalho fracesas. Um ótimo custo benefício. Preço: R$52,00
Curiosidade: Woody Allen escolheu esse vinho para a inauguração do cinema  do Centro Cultural Oscar Niemeyer na Espanha.


DIOS ARES RESERVA 2006:  Também 100% tempranillo; um vinho mais refinado que o crianza, passa 36 meses em barrica de carvalho francês. Preço: R$98,00




PUJANZA 2007: 100% tempranillo, passa 16 meses em barricas de carvalho francês. Um vinho com 14° de álcool, potente na boca e nos aromas, tem ganhado fama entre os críticos do mundo do vinho.


PUJANZA NORTE: a surpresa da noite...um dos vinhos tops da vinícola com 60% tempranillo e 40% de outras uvas. Passa 18 meses em barricas....um vinho que não tem o que falar....MARAVILHOSO!!! O destaque da noite, claroooo. Preço: R$350,00

Uma noite super agradável, com a casa cheia (78 pessoas) e quem não pode ir...perdeu!!!Rsrs....


Bjs

 




segunda-feira, 16 de abril de 2012

De Volta....


Após quase 20 dias viajando...estou de volta e com muitas novidades!!!! Para quem não sabe fui visitar as vinícolas da Nova Zelândia a convite da importadora Premium.
Um país do tamanho da Inglaterra, mas com menos da metade da população. As cidades são pequenas e há muitos imigrantes orientais, principalmente em Auckland (cartão postal na foto acima), a principal cidade do país, que fica na Ilha Norte. Não há pobreza na Nova Zelândia, não vi um mendigo na rua, mas também não há ostentação, com mil lojas Louis Vuitton, etc...tudo muito arrumadinho, as casas com seus gramados perfeitos...falava que a NZ é o país de família Doriana...hahahaha!!!!!
Não é um país boêmio, tem cidades que a cozinha dos restaurantes fecha as 21h da noite!!!!! A partir das 22h não pode ter bebida alcóolica nas ruas e em feriados quem vender vai preso!!!
Quanto aos vinhos o país produz brancos excepcionais (melhores que os tintos, na minha opinião) com as uvas chardonnay e sauvignon blanc, já a pinot noir ganha notoriedade nos tintos! Foram 11 vinícolas visitadas em várias regiões do país, e claro, muitos vinhos degustados, não vou falar de todos para não cansar, mas nos próximos posts falarei das vinícolas e de seus principais vinhos!!!
Aguardem!
Bjsss