segunda-feira, 23 de abril de 2012

VISITA A NOVA ZELÂNDIA - PARTE I





Após visitar 11 vinícolas em 8 dias, beber pelo menos 5 vinhos em cada vinícola vai ser impossível fazer um só post sobre a viagem para a Nova Zelândia, por isso vou falar um pouquinho de cada vinícola, vinho e outras coisas...
Éramos em 23 pessoas de diferentes estados do Brasil: Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Espirito Santo, Pernambuco, Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Nosso "líder", um dos donos da importadora Premium, Rodrigo A. Fonseca,  nos levou para conhecer as vinícolas cujos os vinhos a Premium importa.
A NZ possui duas ilhas, a Ilha Sul e a Ilha Norte e para ir de uma à outra só de barco ou de avião (o modo mais rápido). O Brasil não possui vôo direto para o país, portanto fizemos escala em Buenos Aires, mas há outras opções de cias aéreas (bem melhores) com escala em Santiago, no Chile, por exemplo.
Em todas as vinícolas, sem excessão, fomos muito bem recebidos e os produtores, enólogos, etc. ficaram encantados com a alegria que só nós brasileiros temos!!
Na Ilha Norte, visitamos 4 vinícolas:

Tim Turvey- Clearview

Clearview Estate:  No dia em que visitamos a vinícola pudemos ver a colheita, toda manual!!!! Uma pequena área comandada por Tim Turvey e Helma van den Berg. Como toda a visita, após conhecer o vinhedo, as barricas, os tanques de fermentação, tivemos um almoço no restaurante da vinícola (considerado um dos melhores do país) com os vinhos e os grandes destaques foram 2 brancos:
- Clearview Sauvigon Blac Reserve
- Chardonnay Endover- servido por John em uma garrafa magnum especialmente para nós!!! Esse vinho infelizmente não é trazido para o Brasil...mas vale anotar o nome.

Trinity Hill

Trinity Hill: comandada por John Hancock, que nos recebeu e outros dois proprietários Robert e Robyn Wilson. A vinícola possui várias variedades de uvas, SB, Chardonnay, Viognier, Tempranillo, Montepulciano...o vinho vencedo foi o Shiraz, um vinho raro e caro no Brasil que tivemos o privilégio de beber duas safras 2006 e 2007, o vinho é o Trinity Hill  Homage Shiraz e está ao nível de um grande Hermitage.



Palliser Estate: Localizada na região de Martinborough, a mais nobre região de Pinot Noir da NZ. Alguns dizem que é a melhor área para se plantar vinhedos no país por possuir um ótimo terroir.
Os vinhos que ganharam maior destaque foram:
- Palliser Estate Sauvignon Blanc
- Palliser Estate Pinot Noir

Kiwi!!!

CURIOSIDADE: no caminho para a vinícola, paramos em um parque ecológico (indicação do proprietário da vinícola, Allan Johnson), onde a principal atração são as aves...lá conhecemos o Kiwi, ave-ícone da Nova Zelândia, uma ave que só tem lá....tanto que quem nasce na Nova Zelândia é chamado de Kiwi e não de neo-zeolandês.



Ata Rangi: Também localizada em Martinborough, seu fundador Clive Paton é um dos pioneiros na plantação de vinhedos da região. Em um jantar animado, degustamos um dos melhores vinhos da viagem: Ata Rangi Pinot Noir 2003!!


Colheita manual de SB!!!

Depois continuo falando sobre a viagem e amanhã...EXPOVINIS!!!!
bjoss

Nenhum comentário:

Postar um comentário