quarta-feira, 17 de outubro de 2012

OS VINHOS PORTUGUESES DO ALENTEJO!




O Alentejo é uma das maiores regiões vinícolas de Portugal e corresponde a 10% da área vinícola do país. As principais características climáticas são as altas temperaturas no verão com muitas horas de sol, uma região extremamente ensolarada o que faz com que seus vinhos sejam encorpados, alcoólicos, nada leves! Por essas características os vinhos alentejanos podem ser considerados os mais próximos dos vinhos do Novo Mundo em Portugal.

Vinícola Herdade do Peso


A cultura da vinha na região remonta à presença romana, após a fundação de Beja, entre 31 e 27 a. C.. A vinificação tradicional da região é herdeira dos processos Romanos, como a fermentação feita em grandes talhas de barro. Nos anos 1980 o Alentejo foi palco de uma vasta modernização da produção vitivinícola, com inúmeros investimentos, novos produtores e cooperativas, resultando na demarcação oficial da região em 1988 e no reconhecimento internacional dos vinhos alentejanos.

As principais uvas são: Trincadeira, Castelão, Alicante Bouschet (tintos) e Roupeiro, a Antão Vaz e a Arinto (brancos).  E os vinhos que ganham destaque são: Pera Manca (Fundação Eugenio De Almeida), Cartuxa (Fundação Eugenio De Almeida), Esporão Private Selection Tinto (Herdade do Esporão) e Herdade do Peso Reserva (Herdade do Peso- Sogrape Vinhos). Quantos aos brancos o Esporão Private Selection branco é considerado um dos melhores brancos da região!

Pera Manca


O Pera Manca é igual ao vinho Barca Velha, só é produzido em anos excepcionais, são os chamados "vinhos de excessão" pela Fundação Eugenio de Almeida que produz esse famoso vinho luso.  O nome deriva de "pedra manca" ou "pedra oscilante". Foi esse vinho que Pedro Álvares Cabral transportou quando veio ao Brasil...dizem que não agradou muito por aqui, rs! Mas com a crise da filoxéra o vinho deixou de ser produzido pela extinta Casa Soares. O herdeiro, ofereceu o nome Pera Manca para a Fundação Eugenio de Almeida que passou a utilizar no rótulo de seu vinho TOP! Desde então a fundação passou a lançar o vinho somente em safras excepcionais. Foram produzidas 10 safras: 1990, 1991, 1994, 1995, 1997, 1998, 2001, 2003, 2005 e 2007. As uvas destinadas a produção do Pêra-Manca são provenientes de vinhas selecionadas com mais de 25 anos de Idade. O tinto é produzido a partir das castas Trincadeira e Aragonez

Tonéis da Fundação Eugenio de Almeida





Para o dia a dia a região também oferece várias opções com bom custo beneficio como por exemplo:


  • EA Tinto (Fundação Eugenio de Almeida): R$43,00
  • Herdade do Peso Colheita (Herdade do Peso): R$103,00
  • Vinha do Monte: R$55,00
  • Esporão Reserva: R$68,00 (aproximadamente)
Os melhores pratos para harmonizar com os vinhos da região do Alentejo são pratos encorpados como o típico bacalhau, massas com molho branco e de queijo, carnes vermelhas, risotos e até sobremesas a base de chocolate e queijos fortes....hummm!!! hahaha.





Outra curiosidade é que o sobreiro, uma espécie de árvore é predominante na região do Alentejo e é dessa árvore que se extrai a cortiça para se produzir as rolhas de vinho!!!

sobreiro!
Gostaram???

Bjoss

Nenhum comentário:

Postar um comentário