segunda-feira, 29 de abril de 2013

The World's 50 Best Restaurants: Resultado do Oscar da Gastronomia!






Hoje saiu a lista com os 50 melhoes restaurantes do mundo da revista britânica "Restaurant"! É o prêmio mais cobiçado da gastronomia mundial denominado "The World's 50 Best Restaurants" organizado pela revista em parceria com a Aqcua Panna/ San Pellegrino.

O D.O.M caiu duas posiçõesficando em 6° lugar este ano.  O Maní de Helena Rizzo ocupa a 46° posição e entre os 100 melhores está Roberta Sudbrack em 80° lugar.

O dinamarquês Noma, que ocupou o 1° lugar por 3 anos ficou em 3°! O grande vencedor, o El Celler de Can Roca Girona dos irmãos Rock-Joan, Josep e Jordi foi inaugurado em 1986 e sempre foi comparado pelo El Buli (1° restaurante aberto no mundo que foi fechado há pouco tempo). O restaurante tem uma adega com 60 mil garrafas e o menu é simples mas ao mesmo tempo criativo.

Os irmão do El Celler de Can Roca Girona!

Confira a lista dos 50 melhores restaurantes do mundo segundo a revista britânica "Restaurant":


1 El Celler de Can Roca, Girona, Espanha

2 Noma, Copenhagen, Dinamarca

3 Osteria Francescana, Modena, Itália

4 Mugaritz, San Sebastián, Espanha

5 Eleven Madison Park, Nova York, Estados Unidos

6 D.O.M., São Paulo, Brasil

7 Dinner by Heston Blumenthal, Londres, Inglaterra

8 Arzak, San Sebastián, Espanha

9 Steirereck, Vienna, Áustria

10 Vendôme Bergisch, Gladbach, Alemanha

11 Per Se, Nova York, Estados Unidos

12 Frantzén/Lindeberg, Estocolmo, Suécia

13 The Ledbury, Londres, Inglaterra

14 Astrid y Gastón, Lima, Peru

15 Alinea, Chicago, Estados Unidos

16 L’Arpège, Paris, França

17 Pujol, Cidade do México, México

18 Le Chateaubriand, Paris, França

19 Le Bernardin, Nova York, Estados Unidos

20 Narisawa, Tóquio, Japão

21 Attica, Melbourne, Austrália

22 Nihonryori RyuGin, Tóquio, Japão

23 L’Astrance, Paris, França

24 L’Atelier Saint-Germain de Joël Robuchon, Paris, França

25 Hof Van Cleve, Kruishoutem, Bélgica

26 Quique Dacosta, Dénia, Espanha

27 Le Calandre, Rubano, Itália

28 Mirazur, Menton, França

29 Daniel, Nova York, Estados Unidos

30 Aqua, Wolfsburg, Alemanha

31 Biko, Cidade do México, México

32 Nahm, Bangcok, Tailândia

33 The Fat Duck, Bray, Inglaterra

34 Fäviken, Järpen, Suécia

35 Oud Sluis, Sluis, Holanda

36 Amber, Hong Kong, China

37 Vila Joya, Albufeira, Portugal

38 Restaurant Andre, Singapura

39 8 1/2 Otto E Mezzo Bombana, Hong Kong, China

40 Combal.Zero, Rivoli, Itália

41 Piazza Duomo, Alba, Itália

42 Schloss Schauenstein, Fürstenau, Suíça

43 Mr & Mrs Bund, Xangai, China

44 Asador Etxebarri, Atxondo, Espanha

45 Geranium, Copenhagen, Dinamarca

46 Maní, São Paulo, Brasil

47 The French Laundry, Yountville, Estados Unidos

48 Quay, Sydney, Austrália

49 Septime, Paris, França

50 Central, Lima, Peru


Ao contrário dos que muitos achavam o D.O.M não atingiu o 1° ligar...mas temos tempo, e estamos entre os 10!!!

Bjos

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Harmonização: Molhos de Macarrão & Vinhos





Depois de combinar os diferentes tipos de massa com molhos agora é a vez dos vinhos! As pessoas geralmente não sabem que tipo de vinho servir com a massa....mas o que determina essa harmonização é o molho!

Selecionei 7 molhos tradicionais  para harmonizar com vinhos:

ALHO E ÓLEO: o alho rouba muito o paladar, portanto a briga de sabores é grande! O ideal é um vinho rústico com as uvas Primitivo (da região da Puglia, Italia) ou Nero d´Avola (da região da Sicília. Italia). Se quiser ousar na combinação...um chardonnay que passa por madeira é uma opção, como por exemplo o Fontemorsi Tressari IGT da Toscana, por R$75,00!

PESTO: um molho leve, cujo principal ingrediente é o manjericão, portanto vinhos leves como um Chianti ou Montepulciano, ambos italianos! Sugestão Rosso de Montepulciano do Tenuta Vadipiatta por R$83,00

MOLHO BRANCO: apesar de ser encorpado o vinho branco é a sugestão, como o Roero Arneis. Sugestão do Michele Chiarlo por R$124,00!

Roero Arneis MC

FUNGHI: um molho "delicado" vamos assim dizer que merece um vinho com a mesma característica, como um Dolcetto, Barbera ou Barbaresco, todos italianos! Adoro os do Michele Chiarlo!

Dolcetto D´Alba

AO SUGO: a base de tomates (para que está podendo, rs!) essa harmonização não tem discussão, um Chianti! Se quiser outras opções Brunello ou Montepulciano. Sugestão Chianti Renzo Masi - Fattoria di Basciano por R$51,00

BOLONHESA: mais encorpado que o ao sugo por ter a carne...por isso algo mais forte como um toscano IGT  ou um Chianti do tipo Reserva. Sugestão Volpaia Citto IGT por R$57,00



COM FRUTOS DO MAR: um molho leve e não foge da regrinha (que há execssões) peixe e vinho branco...a sugestão é vinho branco, Roero Arnéis (da região da Toscana, Itália).


Como vocês podem ver a seleção de vinhos foi toda o país do maccarão, Itália!

Gostaram???

Beijos e bom apetite!

CHATEAU MARGEAUX LANÇARÁ SEU 3° VINHO!




Novidade no mundo do vinho. O Chateau Margaux lançará ainda esse ano o seu 3° rótulo

O Chateau produz o famoso Premier Grand Cru Classe (Chateau Magaux) e o Chateau Margaux Pavillon Rouge.... e agora teremos o caçula, o Margaux, criado devido às condições favoráveis da safra de 2009 considerada pelos enólogos como excelente e seria um desperdício não aproveitara as excelentes uvas e vendê-las como de costume já que não se encaixava nos padrões de prodção do Pavillon Rouge.

Foram produzidas 3 mil caixas que serão vendidas no hemisfério norte ainda esse ano, mas o preço ainda não foi divulgado!


Vamos aguardar mais novidades desse novo vinho!


Bjoss

terça-feira, 16 de abril de 2013

MOLHO CERTO PARA CADA TIPO DE MASSA!





Um dos meus pratos favoritos: massa! Não sabia dessa, mas cada massa combina melhor com um tipo de molho, devido ao tamanho, formato, modo como é feito, etc. Os italianos possuem regras para misturar molhos ou igredientes ao macarrão! Além disso cortar macarrão ou serví-lo cozido demais é pecado no país da bota.

As massas industrializadas, secas, os molhos, são feitas com farinha e água.  Já as massas frescas, feitas de ovos, "agarram" o molho e pedem acompanhamentos mais delicados, como legumes e manteiga.

Algumas massas e seus molhos:






SPAGHETTI: acho que o massa mais tradicional... combina com molhos fortes como:
-o alho e óleo
- Molhos com tomate (para quem está podendo, rs!) refogado, com manjericão, com linguiça
- Molho carbonara (pancetta, vinho branco, queijos e gema de ovo)
- frutos do mar: vongoli, mexilhão e outros
- molhos com beringela, abobrinha, pimentão



PENNE: o nome vem das antigas penas para escrever, devido ao formato. É o tipo de massa "com furos" onde o molho tem que entrar na massa.

- penne all arrabiata (foto) é a combinação perfeita: o molho é bem apimentado veja uma receita AQUI!
- tomate com champignon
- ervilhas com presunto e pimentão
- molhos brancos

As combinações do spaghetti vão muito bem com o penne!



FUSSILLI:  o parafuso

- molhos tradicionais de tomate com carnes, por exemplo o com brachola.
- com creme de leite e mussarela- gratinado ao forno...hummmmm!!!!!



RIGATONI: um penne em versão maior! Também com furos e ótima para gratinar

-molhos com queijos, por exemplo 4 queijos
- presunto cru com molho branco



FARFALLE: gravatinha ou borboletinha, rs! É otimo para sopas também

- molho 4 queijos
- molho de tomates clássicos, ao suco e bolonhesa



MASSAS RECHEADAS: entrar o ravióli, canelone e rondele e capeletti. Ótimo para irem ao forno e o importante é evitar ingredientes de sabor muito forte, pois em contato com recheio não vai bem.

- funghi
- molho branco
- sugo
-molho rosé

Bom...amanhã tem mais post sobre massas, aguardem!

Gostaram?? Estão com fome?? rsrs...

Bjos





segunda-feira, 15 de abril de 2013

TABELA NUTRICIONAL DO VINHO!

Todos os alimentos tem a tabela nutricional em seu rótulo, já o vinho não, pois não é considerado um alimento da dieta diária de uma pessoa...mas possui o mais importante no rótulo: a graduação alcoólica!

Mas sim, o vinho possui calorias, carboidratos e até nutrientes! Mas tudo em valor muito baixo, ou seja, para o que o nosso organismo necessita diariamente o vinho tem baixo valor nutricional....fora o álcool que deve ser ingerido com moderação!

O álcool é a principal fonte de calorias do vinho,  já os carboidratos variam de acordo com o tipo de vinho por dois fatores: o nível de açúcar no vinho e o nível de álcool no vinho...o álcool tem quase 2 vezes a quantidade de carboidratos que o açúcar...por isso os vinhos doces são os mais calóricos, pois geralmente tem a graduação alcoólica alta além de ter o açúcar! O vinho geralmente possui de 9g a 19g de carboidratos por porção (uma taça mais ou menos).

Alguns outros nutrientes encontrados no vinho:

  • Magnésio - 10%
  • Potássio - 5%
  • Ferro - 4%
  • Vitamina B6 - 4%
  • Vitamina B2 - 3%
  • Fósforo - 3%
  • Cálcio - 2%
 Além desses nutrientes os vinhos tintos possem minerais e antioxidantes provenientes da casca da uva, o que não acontece com os vinhos brancos!

Confiram a tabela que encontrei no blog de vinhos wine folly com as calorias de cada tipo de vinho






Lembrando: o vinho deve ser bebido moderadamente e os valores nutricionais são baixos para o que precisamos diariamente!!!

Não sou nutricionista... (fiz esse post baseado em sites e livros de vinhos) portanto nutricionistas, fiquem a vontade em fazer comentários.


Espero que tenham gostado!

Bjos e boa semana



quinta-feira, 11 de abril de 2013

VINHO DE BACON!




O vinho Vi Novell é engarrafado no mês de novembro, época dos festivais e abates de porcos na Espanha. Por essa coêncidencia, a marca resolveu inovar e colocar em seu rótulo imagens de tiras de bacon! Mas o gosto é de vinho, fiquem tranquilos, rs!!!

Adorei a idéia que o estúdio  Antipus fez para a cooperativa de vinhos Celler el Masroig!

Bjos


quarta-feira, 10 de abril de 2013

Por que giramos a taça antes de degustar o vinho???

Girar a taça faz parte do ritual de beber/degustar o vinho! Após a cerimônia de abertura da garrafa o vinho é servido na taça e esta é girada e depois levada ao nariz para sentir os aromas do vinho!!!!  Tem gente que fica horas nesse ritual, girar, cheirar, girar, cheirar....mas tudo isso não tem nada de frescura....

Ao girar a taça, provocamos a oxigenação do vinho o que faz com que seus aromas sejam liberados e fiquem mais evidentes.
Os degustadores profissionais não giram o vinho logo após serem servidos na taça...eles já colocam a taça perto do nariz para sentirem os aromas primários do vinho, da fruta por exemplo. E após isso começam o ritual gira, cheira, cheira e gira...hahahaha!

O ideal é girar 3 vezes antes de levar a taça ao nariz ou a boca e a quantidade servida deve ser menos da metade da taça! Não é recomendado girar muito a taça, principalmente em vinhos jovens, pois isso pode acabar com o vinho e suas características.

Além dos aromas, com a oxigenação os sabores, cor, intensidade tudo fica mais evidente! É mais ou menos o que acontece quando bebemos o vinho após algum tempo e percebemos que os aromas e gosto mudaram completamente do pimeiro gole...tudo por causa da oxigenação!!!

Achei um vídeo para vocês "aprenderem" e até treinarem a girar a taça
Confiram



Gostaram???


Bjos

terça-feira, 9 de abril de 2013

WINE RUN 2013!!!





Sucesso total!!! As inscrições para a Wine Run deste ano já estão encerradas, com1.200 participantes!!!

O evento ocorrerá dia 4 de maio em Bento Gonçalves e além da corrida, haverá jantares, visitas às viniculas, festa noturna, etc!!! Para quem não tá afim de correr ainda dá tempo de se inscrever para o Jantar das massas e Festa dos Espumantes (clicando

As provas serão de meia maratona (21Km), revezamento (9km e 12km) ou trio ((km, 6 km e 6km). Depois só festa...sucos de uva buffet de massas na chegada, festa do Espumante, jantar com os vinhos das vinícolas participantes, visita as vinícolas, sorteio de brindes, Vintage party a noie!!

 Esse  ano não vai dar para eu ir, mas ano que vem quem sabe eu vá correr...na modalidade dupla ou trio, dependendo da minha performance no próximo ano...kkkkk!!!!



Bjos

2 VINHOS EM PONTA DE ESTOQUE!!!



A RBG Vinhos está com dois vinhos argentinos em promoçao, das 2 vinicolas que visitei em Mendoza: Rutini e Salentein!

O Salentein Malbec (para ver o post sobre o vinho clique AQUI!) e o Trumpeter Malbec/Syrah (clique AQUI para saber sobre o vinho)

São poucas garrafas com as seguintes condições


  • Salentein Malbec 2010 R$ 69,00 - 3 garrafas por R$ 156,00
  • Trumpter Malbec/Syrah 2010 R$ 53,00 - 3 garrafas por R$ 120,00

E na compra de 6 garrafas (pode ser 3 de cada vinho) tem 5% de desconto!!!

Para os interessados é só enviar email para wineschool@wineschool.com.br

Fica a dica!

Bjos

segunda-feira, 8 de abril de 2013

VISITA À BODEGA RUTINI!



A segunda parte da viagem para Mendoza foi para conhecer os vinhos e instalações da Rutini.

A vinícola foi fundada por um italiano, Felipe Rutini, no final do século XIX e foi a primeira a instalar-se na região de Tupungato chamada de "La Rural". Hoje 70% pertence à um gupo financeiro argentino e os outros 30% ninguém menos que Nicolas Catega, sim...o proprietário da Bodegas Catena. Possui 22 km de vinhedos com as mais variadas altitudes. Uma das coisas que marcaram essa visita foi a alta tecnologia que eles possuem...um exemplo disso é uma máquina para selecionar as melhores uvas onde são tiradas 1.000 fotos por segundo das uvas que registram forma. cor, tamanho! Além de tanques de inox diferentes do que estamos acostumados, enfim...eles investem e muito em tecnologia!

Tanque de fermentação em formato de funil: alta teconologia!!!


A Rutini possui os seguintes vinhos:

LINHA TRUMPETER:  vinhos para o dia a dia, é a linha básica da vinícola, voltada para e exportação. Há várias variedades desse vinho inclusive vinhos com mais de um tipo de uva, como o famoso Malbec/ Syrah! Dou destaque para o branco chardonnay e os tintos, cabernet sauvignon e claro...malbec! Por $R$ 53,00... ahhh e experimentamos o espumante dessa linha que não temos no Brasil...uma delicia!

Espumante Trumpeter de Malbec! Quem segue o sil-vinhas no facebook já viu essa foto!!!



LINHA RUTINI: a mais conhecida, principalmente pelos brasileiros! Um ótimo custo-benefício...Destaque para os branco Sauvignon Blanc e os tintos Cabernet/Malbec e Pinot Noir (uma surpresa de Pinot Noir). O preço: R$77,00

Os vinhos: Antologia XXVIII, Antologia XXI e Felipe Rutini
                                         


RUTINI ANTOLOGIA: produzido dos vinhedos da região de Tupungato de videiras antigas (15 anos). Elaborados em anos excepicionais e são denominados em números romanos. O Antologia XVII é uma combinação de 90% malbec, , 5% Petit Verdot e 5% Cabernet Franc...um vinhão!!! Preço: R$219,00

RUTINI APARTADO: significa "separado". Combina uvas das melhores regiões e é produzido somente em anos onde as colheitas são de melhor qualidade. Nos anos em que é produzido há diferentes tipos, com uma ou mais uvas...experimentei o 100% malbec e o 100% Chardonnay, que não tem aqui no Brasil...mas aqui podemos adquirir um blend das uvas cabernet sauvignon, malbec e syrah. Preço: R$231,00!

FELIPE RUTINI: o top da vinícola, um super vinho argentino, um dos melhores....possui 50% Cabernet Sauvignon, 40% merlot,  7% Malbec e 3% syrah em sua composição. Tem um estilo muito europeu, encorpado e aromático. Preço: R$439,00


 Enfim...vinhos de altíssima qualidade muito bem produzidos pelo enólogo responsável Mariano di Paola.

entrada do museu da vinícola!


A vinícola está com um projeto para receber turistas em sua vinícola em Tupungato...mas enquanto o projeto não é concretizado pode-se visitar outra vinícola da Rutini onde além de ver os vinhedos, degustar os vinhos você pode conhecer o museu onde há a história da Bodega, com instrumentos, charretes, "máquinas" que foram usadas no séc XIX!


Ainda tenho dicas de restaurante em Mendoza...aguardem!!!!

Espero que tenham gostado!!

Bjos

PS: Os vinhos são importados pela Zahil e você pode encontrar na RBG Vinhos também (wineschool@wineschool.com.br)

site: www.rutiniwines.com


terça-feira, 2 de abril de 2013

VISITA A BODEGA SALENTEIN!









Como prometido vou falar sobre a viagem que fiz a Mendoza! Visitei 2 vinícolas: Salentein e Rutini!

A Vinícola Salentein localiza-se no Vale do Uco, há mais ou menos 1 hora e meia da cidade de Mendoza, e possui inúmeros vinhedos com diferentes altitudes, o que diferencia um vinho do outo. O enólogo responsável é ninguém menos que Pepe Galante um dos mais, se não o mais importante enólogo da Argentina.

A Salentein faz parte de um grupo holandês e foi fundada em 1992. Além da produção de vinhos atua também em outros ramos como azeite (fiz uma degustação de azeite...incrível!), frutas, gados, etc.

                                      

 Antes de falar dos vinhos tenho que dar algumas dicas para que tiver interesse de ir para lá: o Espaço Killka onde há um restaurante delicioso (não esquecer de pedir as tradicionais empanadas argentinas) e um museu que contém obras de arte contemporânea do séc XIX e XX. Além desse espaço, a vinícola possui uma pousada, cujos quartos foram nomeados com nomes de uva (o meu era chardonnay, rsrsrs!) que também possui um restaurante com um "churrasqueiro de plantão" fazendo as melhores carnes argentinas!!!! Tudo isso com uma vista incrível para os vinhedos....

                 
A Pousada
                                   
                                   

Quanto aos vinhos...degustamos vários, só na 1° degustação foram 11 vinhos....a  vinícola possui vinhos para todos os gostos e bolsos e o principal: de excelente qualidade!!!!

A Bodega Callia é um braço da Salentein localizada na província de San Juan, onde não há altitude e o clima é quente. Seus vinhos são um excelente custo-benefício e recomendo muito para aqueles que querem beber um bom vinho sem gastar muito! Estão prontos para serem consumidos, ótimos para o dia a dia!
   
                              
Alguns vinhos:
  • Callia Alta Chardonnay *
  • Callia Alta Rosé*
  • Callia Alta Torrontés
  • Callia Alta Shiraz *
  • Callia Reservado Bonarda- depois da malbec a bonarda é a segunda uva típica da Argentina
Destaque para o Shiraz que é a uva ícone da região de San Juan  que também foi a primeira a plantar essa casta no país! Os preços do Callia Alta é R$28,00 e no Brasil ainda não temos todas essas versões somente as que tem (*)



Já a Salentein produz 6 linhas de vinhos que são:

PORTILLO: São vinhos jovens, não passam por madeira e são produzidas inúmeras garrafas desse vinho na bodega. Um vinho bb (bom e barato) elaborado com altas tecnologia. Aqui no Brasil estão na faixa de R$36,00. Uma excelente opção para o dia a dia....

KILLKA: São conhecidos pela sua personalidade jovem e moderna.  Experimentei o malbec 2011 cujas uvas provém de 3 vinhedos diferentes. Um típico malbec argentino. Por R$42,00

SALENTEIN RESERVE: Uvas provenientes dos vinhedos localizados entre 1.500 e 1.700  metros de altitude. Um vinho com características típicas do Vale do Uco são vinhos elegantes, mais caros que os citados acima, mas acessíveis! Essa é a linha mais consumida. As variedades são Malbec, Merlot, Cabernet Sauvignon, Pinot Noir, Sauvignon Blanc e Chardonnay. Destaque para o Pinot Noir,  é muito difícil encontar um bom vinho com essa uva com um bom preço...podem apostar nele. Um vinho delicado...típico da Pinot Noir!!! O cabernet merece destaque também, apesar da malbec ser a uva argentina, os vinhos "hermanos" cabernet sauvignon são execelentes! Os brancos preferi o chardonnay...onde a madeira predomina. Todos os vinhos dessa linha passam em média 12 meses em barrica. Preço: R$69,00

NUMINA: É o vinho de corte da vinícola, o 1° produzido pelo enólogo Laureano Gomez. a safra de 2010 contém 65% malbec, 14% cabernet sauvignon, 8% merlot, 8% petit verdot e 5% cabernet franc. Um vinho concentrado, encorpado, o nome "Numina" vem de "essência"! Por R$114,00

SALENTEIN SINGLE VINEYARD: Está vindo para o Brasil...são vinhos produzidos com as melhores uvas dos melhores vinhedos! As variedades são malbec, pinot noir, chardonnay e late harvest (sobremesa). Preço: R$195,00

PRIMUS: o vinho top da vinícola! Só são produzidos em colheitas que obtiveram vinhos de qualidade superior e excepicional....alguns dizem que o malbec (2003) foi o melhor vinho já elaborado pela Salentein. Além do malbec há o chardonnay, merlot (gostei muito) e Pinot Noir. Preço: R$226,00

                                  

Enfim....para quem quer ir a Mendoza recomendo dormir na pousada e passar o dia visitando a vinícola, com direito a degustação dos vinhos, almoço e por fim uma visita ao museu!!!


Espero que tenham gostado !

Bjos


PS: Os vinhos da Salentein são importados pela Zahil!