sexta-feira, 29 de agosto de 2014

O VINHO LARANJA

Há os vinhos brancos, tintos, rosés e a moda agora são os vinhos laranjas, que nada tem a ver com a fruta e sim com a cor do vinho.

Apesar de ser uma novidade para muitos, esse tipo de vinho existe há milhares de anos e suas primeiras garrafas vieram de lugares onde o vinho nasceu como Grécia e Armênia. A Itália, hoje é a principal produtora desse tipo de vinho.

O vinho laranja é produzido como o vinho tinto, mas com uvas brancas, os enólogos deixam as cascas das uvas em contato com o mosto (suco da uva) e assim o vinho adquire cor, taninos, acidez, etc. As principais uvas que produzem o vinho laranja são a Ribolla Gialla e Trebbiano.

Vários países já produzem esse vinho, inclusive o Brasil pela vinícola Era dos Ventos. Os enófilos gostam muito desse tipo.



RIBOLLA ANFORA IGT 2005 GRAVNER R$433,20 da Decanter

Um vinho com frescor, acidez que pode ser bebido sozinho mas também harmoniza com pratos ousados, como os indianos, picantes, com trufas, etc



quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Vinhos Italianos Allegrini começam a integrar portfólio da Inovini






Ontem aconteceu um almoço super especial, só para mulheres, na Cozinha da Bel Coelho com vinhos da Allegrini. Tudo organizado pela querida Rita Ibañez, da Inovini.

Allegrini, é uma das marcas de vinhos mais importantes da Itália e hoje possui quatro vinícolas: Allegrini, Corte Giara, Poggioal Tesoro e San Paolo. Está na 6 geração e hoje quem comanda é Marilisa Allegrini, fisoterapeuta que trabalhou por 5 anos em hospital, mas seu pai a convenceu a entrar para o mundo do vinho.

Marilisa explicando os vinhos para a mulherada


O almoço contou com a presença de vários nomes da gastronomia e do vinho no Brasil, como Neka Menna Barreto, Silvia Percussi, Bella Masano, Suzana Barelli entre outras.

Foram servidos quatro vinhos harmonizados com a excelente culinária brasileira de Bel Coelho.

os vinhos servidos- faltou o branco na foto


Os vinhos foram:

Solosole Vermentino Bolgheri D.O.C 2013: o "filho" de Marilisa, um projeto onde ela mesma explicou ao enólogo as características que gostaria que o vinho tivesse, o enólogo, brincando disse a ela que estava pedindo a ele um vinho da Borgonha. Esse vinho branco é suave, produzido com a uva vermentino, está R$122,00.

Palazzo della Torre I.G.T 2011: o vinhedo foi comprado em 1960 pelo pai de Marilisa, mas ficou um tempo esquecido, mas hoje esse é o vinho ícone do grupo. Produzido com as uvas Corvina (70%), Rondinella (25%) e Sangiovese (5%). Foi eleito entre os 100 melhores vinhos pela revista Wine Spectator por 6 anos. Ou seja, ótimo vinho, encorpado, gostoso de beber. preço: R$132,00

La Grola 2011: vinho seco, encorpado produzido com as uvas Corvina Veronese e Corvione, Oseleta e Syrah. Preço: R$190,00

Curiosidade: a uva Corvina Veronese é uma das poucas uvas que harmonizam facilmente com diversos pratos...Silvia Percussi me ensinou essa!

Allegrini Amarone della Valpolicella D.O.C Clássico 2009: segundo Neka Menna Barreto esse vinho seria "um homem que sabe envelhecer". Um vinhos com as caracteristicas de um vinho Amarone (cham até de baby amarone) com uma personalidade única, aroma frutado, apresenta mineralidade, muito gostoso e a combinação com queijos foi perfeita. Preço: R$498,00

Eu e Bella Masano, do Amadeus

Um almoço delicioso pelos pratos servidos, vinhos e claro a companhia de super mulheres.


quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Vinho da Vez: Sol de Sol Chardonnay



O Vinho da Vez é considerados um dos melhores vinhos feitos com a uva chardonnay do Chile.

Produzido pela Viña Aquitania, fundada em 1984 por Bruno Prats e Paul Pontallier, dois grandes nomes do mundo do vinho da região de Bourdeaux, França. Os dois decidiram se unir para aproveitar a alta qualidade do terroir e produzir vinhos na região de Malleco, no Vale do Maipo.

O vinho Sol de Sol é elaborado com 100% com uvas chardonnay de vinhedos localizados mais ao sul do país. Suas características principais, são o frescor e sua mineralidade. Com 13,5 de teor alcoólico é um vinho encorpado que acompanha pratos como peixes, frangos e queijos.

O Sol de Sol 2009 custa R$153,00, mas a RBG Vinhos está com a seguinte promoção:

  • 3 garrafas por 408,00
  • 6 garrafas por R$780,00

Um ótimo vinho que vale experimentar.

Fica a dica!


segunda-feira, 25 de agosto de 2014

TERREMOTO NA REGIÃO VINÍCOLA DO NAPA VALLEY




Notícia triste para o mundo do vinho: uma das principais regiões vinícolas dos EUA, o Napa Valley, na Califórina, sofreu um terremoto nessa madrugada.

Um tremor de 6 graus de magninute, o maior registrado na região deixou 89 pessoas feridas, prédios e monumentos sofreram danos e as vinícolas, que estão em época de colheita tiveram seus tanques rompidos, fazendo milhares de litros de vinho serem derramados, além de várias garrafas terem sido quebradas. Algumas vinícolas se salvaram, mas estima-se que o prejuízo das vinícolas chegará a U$13 bilhões.




quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Divulgada a Lista das "Melhores Cartas de Vinhos" de restaurantes



A revista The World of Wine classificou 750 restaurantes do mundo com uma, duas  ou três estrelas e criou a lista das "Melhores Cartas de Vinhos" de restaurantes.

Foram avaliados mais de quatro mil cartas de vinho até chegarem à lista final de cada categoria. Os juízes também deram o "Prêmio do Júri" para as listas que apresentavam forte especialidade em um determinado tipo de vinho.





O principal ganhador foi o Hotel de Viena, o Palais Coburg Rezidenz (foto acima). Um restaurante brasileiro de belo Horizonte entrou na lista de melhor carta de vinhos regionais, o Taste-Vin!

Para ver a lista completa clique AQUI!


terça-feira, 19 de agosto de 2014

HARMONIZAÇÃO: Paella & Vinhos





A paella, prato típico espanhol, tem suas raízes na cidade de Valência, em Portugal chama-se arroz à valenciana.

Esse prato surgiu no séc. XV e VI nessa região espanhola, mais especificamente na região de Albufera, região de grandes arrozais e de grande produção de verduras frescas. Foi criada pelos camponeses que partiam para trabalhar com suas paellas (arroz, legumes, azeite, sal, ingredientes de caça e as sobras que possuíam).

O nome vem da grande frigideira que chama-se paella ou paellera onde são preparados vários pratos da culinária Valenciana. Paella vem do latim "patella" espécie de bandeja da Roma antiga, onde eram colocadas as oferendas aos deuses.



Hoje, existem inúmeras receitas de paella, mas a autêntica possui os seguintes ingredientes: arroz, frango, pato, variedades de feijão como garrofó, tabella e ferraura, tomate, azeite e açafrão (que dá a cor amarela). Com a chegada da paella a costa, foram acrescentados os frutos do mar como camarão, lula, lagostins, vongôle, mexilhões e polvo que é a que conhecemos, a paella Marinera.

A paella marinera, por ser um prato encorpado pede um vinho com a mesma característica e por ter frutos do mar a melhor opção são os brancos, com as uvas Chardonnay ou mesmo Sauvignon Blanc, para quem quer ousar vinhos com a uva Alvariño.

Algumas opções para acompanhar a paella:

Chateau Los Boldos Chardonnay (Chile): $48,00

Lagar de Cervera Alvariño (Espanha): R$145,00



Summit Sauvignon Blan (Chile): R$57,00




Bom apetite!





Bjos

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Brincando de enóloga




Semana passada o enólogo da vinícola chilena Caliterra, Rodrigo Zamerano, apresentou sua nova linha Edicción Limitada (R$88,00 pela Decanter) e lançou um desafio para os participantes do almoço (a maioria jornalistas): elaborar um vinho com as seguintes características: toque de madeira, notas de frutas vermelhas e  flores, boa persistência e taninos redondos.

Para isso tínhamos 3 tipos de vinhos (cabernet sauvignon, carmenére e syrah- as uvas do edición limitada), um tubo de ensaio com pipetas. Tudo isso para misturar os vinhos com as devidas porcentagens e chegar a um blend final.

Após elaborarmos o vinho, Zamerano provou todos e escolheu o melhor. O vinho do meu grupo colocou 70% cabernet, 25% carmenére e 5% syrah, mas não foi o vencedor :-(

Não é nada fácil fazer um vinho, misturar as uvas para se chegar a um resultado perfeito! Mas valeu muito a experiência!

Gostaram?

Bjos

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

PARCERIA COM O SITE JUST MARRIED




Hoje uma novidade: o blog sil-vinhas está com uma nova parceria, o site Just Married (JM).

O JM é o primeiro portal de viagem focado exclusivamente em lua de mel. O site além de várias dicas de viagens possui o serviço de lista de casamento, onde os convidados podem presenter os noivos com partes da lua de mel.

Vários roteiros exóticos, de aventura, românticos, gourmet, de aventura, etc você encontra no JM! Mesmo para quem não vai casar, vale a pena dar uma olhada nas viagens incríveis que tem no site!

O blog fez um roteiro de vinícolas na Nova Zelândia, confiram clicando AQUI

Estou muito feliz com essa nova parceria!

Gostaram???

Bjos

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Vinho da Vez: Torito Bravo 2012




O vinho da vez é produzido na região de Aragão com a denominação de origem Cariñena, localizada ao norte da Espanha. É feito no mesmo estilo que são produzidos os vinhos da região do Rhone, na França, com as uvas Grenache (60%) e Syrah (40%).

Um vinho frutado, muito gostoso para o dia a dia, com 13,5% de álcool, de corpo médio/encorpado que acompanha pratos como cordeiro, porco, massas com molhos fortes, risotos com queijo.

Vale a pena experimentar, pois é um vinho muito bom com um preço ótimo!

O vinho custa R$55,00, mas a RBG Vinhos está com a seguinte promoção

3 garrafas por R$132,00

6 garrafas por R$252,00


Fica a dica!

Bjos

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

AROMA X BOUQUET




Todos os vinhos possuem seus cheiros, que na linguagem de Baco são chamados de aromas. Em um mesmo vinho podemos identificar diversos aromas, não é uma tarefa fácil, mas com o passar do tempo conseguimos colocar o nariz na taça e falar "tem aroma de frutas", depois as frutas viram "frutas vermelhas" e mais tarde "um toque de cereja", rs!

Os aromas são classificados da seguinte forma:

Primários: que são da uva antes de virar vinho, antes de qualquer transformação. Não são muito perceptíveis, mas se revelam após a fermentação.

Secundários: São os que aparecem no processo de fermentação, onde o mosto (suco da uva esmagada) vai para um tanque e lá é adicionado leveduras e o açúcar das uvas é transformado em álcool e CO2. São os que mais percebemos ao beber vinho

Terciários: Esse são chamados de BOUQUET. Surgem com o envelhecimento do vinho e geralmente só aparecem em grandes vinhos de guarda, que são capazes de melhorar e desenvolver melhores características com o tempo.

Portanto, no vocabulário do vinho ao perceber o "cheiro do vinho" fala-se em aromas e apenas bouquet para vinhos antigos.

Os aromas do vinho, como disse são vários, seguem alguns

  • Florais
  • Terrosos: terra molhada, pinheiro 
  • Minerais: pedra, petróleo
  • Adocicados: chocolate, mel, caramelo
  • Frutas secas: avelã, nozes


Eu já ouvi até aroma de tabaco, mas não consegui identificar esse aroma em nenhum vinho, não sou expert em aromas por enquanto, rs! Mas para identificá-los o bom é fechar os olhos e "cheirar" o vinho prestando bastante atenção....



Boa semana


Bjos


quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Algumas profissões do mundo do vinho!



O site The Drink Business listou as 10 melhores profissões do mundo do vinho. Existem várias opções para quem quer trabalhar nesse mundo, que cresce cada vez mais. mas quem acha que ficará degustando e bebendo vinho a toda hora como Robert Parker, um dos principais críticos de vinhos no mundo., engana-se, são poucos que fazem só isso.

Não basta o profissional do vinho apenas gostar de beber, tem que aprender, estudar, pois nesse mundo sempre há novidades, um vinho novo, uma técnica de cultivo nova, etc.

Seguem algumas profissões:

Sommelier: é o expert de vinhos do restaurante. Seleciona os vinhos da carta e fazem todo o serviço do vinho para os clientes.

Consultor de Companhias Aéreas: usa o seu conhecimento para incluir quais rótulos irão para a carta de vinhos de uma determinada cia aérea. Artur de Azevedo, já ganhou até prêmio, por sua carta de vinhos da TAM.

Proprietário de uma marca de vinho: geralmente é uma empresa comanda que comanda essas marcas. Pierre Castel por exemplo, dono da Castel Groupp, possui inúmeras marcas de vinhos francesas, como Maison Virginie, Famille Castell, Patriarche.

Host de sala de degustação: o guia turístico da vinícola. É a pessoa que realiza as degustações, explica para as pessoas sobre o vinho, sobre as técnicas de produção, faz o passeio pelos vinhedos, pela sala de barricas, etc. Precisa ser bastante hospitaleiro e comunicativo...as perguntas as vezes não tem fim, rs!

Trabalhador de uma vinícola: os vinhos vão até a mesa graças a essas pessoas. Eles fazem o cultivo, selecionam as uvas, fazem o engarrafamento...merecem muito mérito!

Proprietário de loja de vinho: não precisa ser uma importadora necessariamente...vender vinho não é uma tarefa fácil.

Escritor de vinho, blogueiro e jornalista: me encaixo nessa, rs...e concordo, adoro escrever sobre vinhos e aprendo muito com esse blog!

Gerente de uma cave: trabalha diretamente com o enólogo para que a produção de vinhos ocorra da melhor maneira possível. Ele é responsável desde a chegada das uvas até o engarrafamento do vinho.

Proprietários de vinhedo: essa profissão não precisa necessariamente ter grandes conhecimentos sobre vinhos, mas o ideal é contratar um super enólogo e uma super equipe para produzir vinhos de qualidade. Brad Pitt e Angelina Jolie fazem parte do time, além de Sting e Francis Ford Coppola.

Enólogo: uma das profissões mais importantes... é ele quem decide as técinicas de cultivo, a hora que as uvas serão colhidas, quando o vinho está bom para ir para a barrica e ser tirado para ser engarrafado, tem que saber muito, no Brasil não temos nenhum curso de formação para enólogos.

Essas são as 10 profissões listadas, mas tem muitos outros trabalhos, como vendedor de vinhos, importador de vinhos, as profissões ligadas a parte administrativa de uma vinícola, loja, importadora, ser professor de uma escola de vinhos, etc...

Gostaram??

Bjos

ESPAÇO LA TERRAZA NO CHEZ OSCAR





Terrazas de los Andes e o restaurante Chez Oscar se uniram para colocar em prática a experiência pop up da marca de vinhos argentinos super premium do grupo LVMH (Louis Vuitton - Moët Hennessy), o La Terraza by Terrazas de los Andes, que se instala no segundo piso do blockbuster da cidade, no período de 29 de julho a 29 de agosto.


O espaço exclusivo tem assinatura do diretor criativo do Grupo Chez, Seba Orth e a decoração tem inspiração nas raízes argentinas da marca, uma mistura de adega antiga com elementos contemporâneos que, com toque elegante e sofisticado, garante a melhor maneira de se degustar um Terrazas diante de uma experiência gastronômica descontraída. A cenografia possui antiguidades, materiais naturais como couro, madeira, pedras, cordas, flores secas e cerca de duas mil garrafas cobrindo todo o espaço.

 
Durante os 30 dias, o La Terraza será um local onde os clientes poderão viver uma experiência única em uma atmosfera gastronômica e degustar os vinhos Terrazas em seus eventos no espaço exclusivo ou degustando o menu especial acompanhado de tapas e queijos criado pela cozinha Chez em parceria com o Mestre Queijeiro, no valor de R$ 89,00 (três taças de vinho, queijos e tapas).



Menu La Terraza

Taças de vinhos:

Terrazas Reserva Torrontés 2012

Terrazas Reserva Malbec 2011

Terrazas Reserva Cabernet Sauvignon 2011

Queijos e Tapas:

Queijo Serra da Canastra - MG

Queijo Extra Curado de Ovelha - SC

Polvo com batata doce e aioli

Aipim frito

Polenta italiana com tapenade de azeitonas

Figo caramelado


Vale a pena conhecer!

bjos