terça-feira, 23 de dezembro de 2014

HARMONIZAÇÃO: PERU DE NATAL E VINHOS

O Peru de Natal é uma das estrelas da noite de Natal no Brasil. É usado na Europa desde o século XVI e foi trazida por Cristovão Colombo que pensavam que se tratava de uma ave exótica encontrada nas Índias. Assim, a ave ganhou o nome de galinha ou ave das Índias. Há relatos que o peru teria sido servido como prato principal na ceia de natal para a monarquia da Inglaterra. Assim, os europeus trouxeram essa tradição de comer o peru na ceia de natal.

A carne do peru é muito fácil de harmonizar desde espumantes até tintos leves. O que deve-se levar em conta são os acompanhamentos e molhos.

Molhos leves, saladas, maionese de batata podem ser acompanhados por vinhos brancos com a uva chardonnay ou mesmo sauvignon blanc. Algumas sugestões:

Sol de Sol Chardonnay Chile: R$153,00


Portillo Chardonnay Argentina: R$39,00




Molhos mais encorpados, farofa, arroz com nozes tintos leves, como os da Rioja com a uva tempranillo, italianos com nebbiolo, um pinot noir ou mesmo Shiraz. Algumas sugestões:

Rioja Bordon Reserva: R$150,00 - 3 grfs por R$300,00




Salentein Reserve Pinot Noir Argentina: R$78,00


Rubino Primitivo Itália: R$150,00 - 3 grfs por R$300,00




Callia Shiraz Argentina: R$31,00


Quem tiver interesse nesse vinhos me manda email: silvia@rbgvinhos.com.br




segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Dupla faz volta ao mundo dos vinhos



Jean- Bapstiste Ancelot, de 29 anos e Ludovic Pollet de 27 anos estão dando a volta ao mundo para visitar todos os países produtores de vinho do planeta.  Partiram no começo deste ano para a viagem de 3 anos para conhecer 92 países, 1.500 vinícolas e provarem 15 mil vinhos. Esse projeto, chamado de Wine Explorers já percorreu 23 países e o último desse ano foi o Brasil.

A idéia desse projeto é fazer um inventário global de vinhos e lançar livros sobre o tema. Dessa dupla Jean- Baptiste é o que entende de vinhos e já trabalhou em vinícolas na França, Suíça e China já Ludovic é fotógrafo e amante de vinhos. Assim, a dupla, que se conheceu através de um amigo em comum, uniram-se para a maior jornada da história do vinho pelo mundo.

Viajam por três meses dentro de um continente e voltam por 15 dias para a França para se organizarem para as próximas viagens. No Brasil, passaram pelo Vale dos Vinhedos e ficaram surpresos com o que encontraram por aqui. Para eles, o solo brasileiro tem grande potencial e até lembra o do norte da Itália.



A dupla sempre se hospeda na casa de pessoas locais ou nas próprias vinícolas. Visitam os locais de produção, os vinhedos e claro participam de degustações. O recorde deles até agora foram 19 vinhos em uma única manhã na África do Sul.



quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

O móvel perfeito para a casa de qualquer amante de vinho!

Hoje fui em uma das principais lojas de decoração de São Paulo, a Cecilia Dale. Quando estava no caixa para pagar a minha compra olho para trás e me deparo com este armário de vinhos






É ótimo para guardar todas as garrafas, taças, utensílios em um lugar só além de dar um toque lindo na decoração. E acima estão gravados as palavras "Chateaux", "Grands Vins & Crus Classes" e Negociant. As adegas climatizadas não vem com o armário, mas quem quiser pode mandar fazer sob encomenda na Art Des Caves. 

O preço? R$26. 990,00

Já está na minha lista, rs!



PS: Não ganhei um centavo para fazer esse post!


sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

PICOLÉ SABOR PANETONE



Depois no picolé sabor champagne a Diletto lança para o final do ano o Diletto Panettone Clássico Casa Bauducco.

Há um ano que a Diletto e a Casa Bauducco vêm trabalhando na parceria e no desenvolvimento do produto. O picolé tem sabor e aromas clássicos de massa de panettone mesclada com as frutas cristalizadas. Com apenas 88 calorias pode ser encontradas nas lojas da Diletto em São paulo e Rio de Janeiro.


terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Vinho da Vez: Rioja Bordon, Reserva 2008



Para as festas de final de ano, a RBG Vinhos selecinou um super vinho espanhól, da região da Rioja: o Rioja Bordon Reserva 2008 produzido pela Bodega Franco-Espanhola que existe há mais de 120 anos.
A Bodega foi fundada em 1890 graças ao apogeu que a região viveu no séc. XIX, quando os franceses migraram para lá por causa da filoxera, praga que atacou as plantações de uvas. Hoje, é considerada uma das principais vinícolas da região tendo o D.O.C (Denominação de Origem Controlada) a La Rioja.



O Rioja Bordón Reserva 2008 é um vinho com as características tipicas da região, frutado no aroma e no sabor e a madeira não passa despercebida. É produzido com as uvas Tempranillo, Garnacha e Mazuelo, possui 13,5% de álcool e passa 18 meses em barrica.

Para harmonizar: carnes vermelhas, grelhados em geral, risotos com queijos e massas com molho branco. Pode acompanhar também nos pratos da ceia de natal.

O vinho custa R$150,00 mas na compra de 2 garrafas você leva 1 e na compra de 6 ou mais ainda ganha 5% de desconto,ou seja

3 garrafas por R$300,00
6 garrafas por R$570,00

Quem tiver interesse enviar email para rbgvinhos@rbgvinhos.com.br

Promoção válida por tempo limitado!


segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

O QUE SÃO AS LÁGRIMAS DO VINHO?



Quando giramos a taça de vinho podemos ver que escorrem "linhas" do líquido, que são as chamadas lágrimas ou pernas e fazem parte da fase visual de uma degustação.

São elas que determinam, por seu tipo, maior ou menor presença de álcool no vinho. Ao girar o vinho é formada uma película nas paredes da taça formadas por água e álcool, na medida em que o álcool evapora a tensão da água faz descer a lágrima devido ao seu peso.

Assim, vinhos com mais álcool possuem maior número de lágrimas, mais juntas e descem menos rápido do que os vinhos com o teor alcoólico menor.

Faça um teste comparando as lágrimas de um vinho tinto de mesa e um vinho de sobremesa (que possui maior teor alcoólico). Irão perceber que as lágrimas do vinho de sobremesa são diferentes em relação ao do vinho tinto, por terem mais álcool descem lentamente, são mais volumosas, grossas.

Ou seja, as lágrimas refletem o teor alcoólico do vinho e não tem nada a ver com a qualidade do dele.


quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Programa Master Chef vai a Mendoza fazer harmonização com Vinhos!





Ontem a Band exibiu um episódio do programa Master Chef onde a primeira parte foi especial para os amantes do vinho. Os seis participantes, a apresentadora Ana Paula Padrão e os Chefs e jurados do programa Henrique Fogaça (Sal Gastronomia), Paola Carossela (Arturitto) e Erick Jacquin (Tartar & Co) foram para a cidade do vinho na Argentina: Mendoza.

A vinícola escolhida foi da família Zuccardi, a Santa Julia e os vinhos servidos foram:

  • Santa Julia Sauvignon Blanc : R$39,00
  • Santa Julia Reserva Cabernet Sauvignon: R$63,00
  • Santa Julia Reserva Malbec: R$63,00
  • Santa Julia Tardio (sobremesa): R$68,00

Enquanto os participantes corriam na cozinha para preparar seus pratos, os jurados (que entre eles estavam o sommelier Diego Arrebola e o enólogo-diretor da vinícola  Sebástian Zuccardi), aguardavam os pratos em uma mesa cheia de taças de vinhos. Sebástian foi o principal jurado para escolher qual dos grupos fez os pratos que harmonizavam melhor com seus vinhos.

Vale a pena assistir e reparem em Sebátian, como ele gira a taça de vinho, como ele sente o aroma do vinho.

Confiram clicando AQUI na parte I do programa!


BABY CHANDON PERSONALIZADAS PARA AS FESTAS DE FINAL DE ANO!




A Chandon lança esse ano o kit Chandon Wish List, uma caixa com 4 garrafas Baby Chandon Resérve Brut e uma caneta para personalizar os rótulos com mensagens.

Além disso, quem quiser fazer a sua própria personalização e compartilhar nas redes sociais é só entrar no site clicando AQUI.

O valor do kit é R$100,00.


terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Vinhos da Vez Para o Natal: Espumante Callia e Salentein Malbec





Esse final de ano temos vários vinhos para as festas! Dessa vez a RBG Vinhos está com  duas promoções: um vinho e um espumante, ambos argentinos. Confiram:

Espumante Callia

As Bodegas Callia, do grupo Salentein, localiza-se na região de San Juan e tornaram-se referência por produzirem vinhos com ótima qualidade a preços acessíveis.
Esse espumante é seco, frutado, produzido 50% com a uva Chardonnay e 50% com a uva Pinot Gris e possui 13% de álcool.
Harmonização: pratos leves como saladas, peixes, massas frescas

Preço: R$45,00 ---> Promoção: 3 garrafas por R$120,00



Salentein Malbec

O vinho ícone da vinícola Salentein localizada em Mendoza. Com a uva ícone do país, o Salentein Malbec é um vinho frutado, com taninos agradáveis. Produzido 100% com a uva Malbec, 14,5% de álcool e passa em média 12 meses em barrica.

Harmonização: carnes em geral

Preço: R$78,00 ----> Promoção: 3 garrafas por R$204,00



E a RBG Vinhos ainda oferece 5% de desconto na compra de 6 ou mais garrafas. Esse desconto é válido também para caixas mistas.

Interessados enviar email para rbgvinhos@rbgvinhos.com.br


segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Quais são os fatores que faz um vinho ser de guarda?



Há a famosa frase "quanto mais velho o vinho melhor". Essa frase não pode ser  usada para a maioria dos vinhos...90%  viram vinagre com o passar do tempo e são para consumir logo, são chamados os vinhos jovens.

Todos os vinhos mudam ao longo de sua vida dentro da garrafa, quando essas mudanças são benéficas podemos considerar que o vinho é de guarda. São muitos os fatores que determinam que o vinho seja de guarda, os principais são:

- taninos e acidez: estes conservam o vinho
- equilíbrio na madeira - como o sal na comida para ser um bom exemplo
- algumas uvas colaboram para o vinho ser de guarda como: Cabernet Sauvignon, Nebbiolo (principalmente do Barolos),  Shiraz, Pinot Noir (dos vinhos da Borgonha)



Quanto tempo guardar?? Depende do vinho, da safra, mas a maioria dos vinhos que compramos para o dia-a-dia são para consumir antes dos cinco anos, principalmente os rosés e brancos. Para não ter dúvida é sempre bom perguntar qual o tempo ideal para se guardar o vinho para a pessoa que está vendendo o vinho, ou senão estudar, se informar sobre a safra, o vinho, região, etc. Mas só saberemos se um vinho está bom ou não para beber de um jeito: abrindo a garrafa e bebendo.