segunda-feira, 6 de julho de 2015

Regiões de Champagne e Borgonha viram patrimonio mundial da Unesco



No último dia 04 as regiões vinícolas francesas de Champagne e uma parte da Borgonha receberam o status de patrimônio mundial por parte da ONU (Organização da Nações Unidas).

Um local determinado patrimônio mundial é reconhecido pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para Cultura, Ciência e Educação) como sendo significativos para a história do mundo e pode ser acompanhada de fundos para a preservação.

O comitê da Unesco responsável pela decisão inscreveu as colinas, casas e adegas da região da Champanhe, no nordeste da França, à lista.  De denominação controlada, apenas os espumantes produzidos na Champanhe podem receber esse nome.
Já, na região da Borgonha, os vinhedos de Romanée-Conti, de Vosne-Romanée e de Montrachet foram tombados, "uma paisagem cultural", segundo a Unesco, que produz alguns dos vinhos mais prestigiados e mais caros do mundo, através de uma tradição que data da Idade Média.

 Com isso o turismo nessas regiões vinícolas ganha força, o governo francês prevê um aumento de 20% de visitantes na região.

O Brasil possui 19 patrimônios como a cidade histórica de Ouro Preto e paisagem cultural do Rio de Janeiro. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário