quarta-feira, 27 de julho de 2016

Apreendidas 1.700 garrafas de Pêra-Manca



A ASAE (Autoridade de Segurança Alimentar e Economica) de Lisboa apreendeu 1.700 garrafas falsificadas do vinho Pêra-Manca tinto, safra 2010.

Essas garrafas eram vendidas pela internet por aproximadamente 350 euros principalmente para o consumidor angolano.Os contrabandistas cometeram vários erros como por exemplo produzir uma enorme quantidade do vinho da safra de 2010 que nem a própria vinícola possui mais, além de mostrar no rótulo a graduação alcoólica de 14 graus, sendo a verdadeira 14,5 graus.

Não é a primeira vez que A Fundação Eugénio de Almeida, produtora do Pêra-Manca sofre com falsificações. Em 2011 criou um selo especial que é colado na cápsula da garrafa para evitar esse tipo de crime.


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário